Ituberá: Prefeitura divulga nota sobre monitoramento das praias Praias de Pratigí e Barra de Serinhaém não foram atingidas por óleo

A Prefeitura de Ituberá enviou nota à imprensa informando que está monitorando as praias do município (Pratigí e Barra de Serinhaém) e que, até o presente momento ainda não foram encontrados indícios de que Ituberá tenha sido atingida diretamente por esse que já é considerado o maior desastre ambiental em extensão do litoral brasileiro.

Prefeitura e moradores estão monitorando a Praia de Pratigi

A Secretaria Municipal do Turismo e Meio Ambiente manteve contato com a Defesa Civil Estadual e Nacional, Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA, para pleitear apoio caso o óleo bruto chegue até as praias ituberaenses.

A prefeitura informou que está mantendo constante monitoramento em diversas áreas no litoral com colaboradores e pessoas das comunidades do Pratigi e da Barra de Serinhaém.

Na Praia da Barra de Serinhaém não foi encontrado nenhum indício de óleo

“É importante alertar que o contato direto com o óleo bruto traz prejuízos não só ao meio ambiente, mas também à saúde, por se tratar de uma substância toxica, onde um simples contato com a pele pode causar irritação da pele e mucosa, que podem aparecer de seis horas a um dia após o contato. Pedimos que entrem em contato com a Prefeitura de Ituberá, por meio da Ouvidoria ou do telefone (73) 3256-8100, caso identifiquem esse material em nosso território”, finaliza a nota.