Cairu: Coleta seletiva e gestão de resíduos sólidos são temas de Audiência Pública

Com a participação ativa da sociedade civil, trade turístico e entidades ambientais, o Município de Cairu, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Procuradoria Jurídica, promoveu nesta quinta-feira (4), no plenário da Câmara Municipal, a II Audiência Pública sobre a Implementação da Gestão de Resíduos Sólidos de Cairu.

O município – arquipélago de Cairu prepara-se para encerrar com os lixões dentro do prazo determinado por lei em 2021.

Na abertura do evento, o prefeito Fernando Brito destacou a importância da união de todos para solucionar as questões referentes aos lixões do arquipélago. “O Poder Público tem o fundamental papel de conduzir o processo e buscar as adequações necessárias, mas além de todas as dificuldades enfrentadas pelos demais municípios brasileiros, Cairu tem aspectos únicos por ser um arquipélago que tem ativo três lixões, um para cada uma das suas principais ilhas, e por estarmos inseridos em uma área de proteção ambiental”, destacou o gestor.

O evento contou com explanações dos biólogos Cláudio Colares e Gabriela Magalhães sobre a experiência desenvolvida pela entidade Sol da Terra na gestão dos resíduos; já o enfermeiro e mestrando em Ecologia e Gestão Ambiental Ítalo Rosário abordou aspectos relacionados às doenças causadas pela má gestão dos resíduos; enquanto os advogados constitucionalistas Dr. Marcos Sampaio e Dr. Tércio Roberto trataram a Lei Federal 12.305/2010 e a manutenção equilibrada do meio ambiente.

A Lei Municipal 568, sancionada pelo prefeito Fernando Brito no último dia 18, que institui a coleta seletiva no município – arquipélago a ser regulamentada no prazo de 180 dias, foi o ponto base para apresentação realizada pelo Subprocurador do Município Alcides Bulhões detalhando o Projeto Piloto de Gestão de Resíduos Sólidos, que possuem diversas etapas a serem realizadas em 24 meses, entre elas: criação da unidade de tratamento de resíduos orgânicos; distribuição de ecopontos; pontos de coleta de eletroeletrônicos e medicamentos vencidos; substituição das bombonas por caixas big bags e caixas estacionárias; criação da estação de transbordo; implantação do sistema de transporte dos materiais recicláveis e por fim, o encerramento dos lixões.

Com informações da Prefeitura de Cairu.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com